Vendas Diretas é a opção de trabalho em 2017, afirma especialista

No final de 2016, ainda existia milhares de brasileiros em busca de uma vaga de emprego. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a taxa de desemprego no trimestre encerrado em novembro foi de 11,9%, a mais elevada desde o início da série, em 2012. Quase 12% da população economicamente ativa está desempregada no país. E com a crise econômica vivenciada no Brasil, as empresas continuam com os orçamentos limitados, buscando controlar as contas no corte de despesas e limitando gastos com funcionários.

Frente a esse cenário, as empresas continuarão exigindo mais dos empregados e futuros funcionários, a fim de conseguir resultados melhores com menos recursos. Para ajudar os desempregados a conseguir uma nova oportunidade, consultorias apontam alguns trabalhos promissores para 2017: o mercado de trader marketing, que ajuda a alavancar as vendas; consultor comercial, que abre as portas para novos clientes, expande o mercado e garante continuidade dos negócios; vendas técnicas, que entende o produto e seu processo produtivo; e gerência de vendas, que busca garantir a continuidade dos negócios.

As vendas diretas também surgem como alternativa de negócio para quem deseja uma recolocação no mercado de trabalho. De acordo com a Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas (ABEVD), no Brasil esse mercado conta com mais de 4,5 milhões de pessoas em sua força de vendas e gera cerca de 8 mil empregos diretos. No ranking da World Federation of Direct Selling Associations (WFDSA), o país ocupa a quarta posição, atrás apenas dos Estados Unidos, Japão e China. O especialista em Vendas Diretas Edmundo Roveri também aposta nesse segmento para 2017. “Se deseja crescimento financeiro, comece agora”, apela Roveri, que trabalha com Vendas Diretas há mais de dez anos.

Para alcançar sucesso nas vendas, o especialista dá algumas sugestões. “Para conquistar potenciais clientes, é preciso oferecer algo que seja útil e bom para as pessoas. Cheque produtos e serviços que estão em alta. Uma dica é investir no ramo de cosméticos. Mesmo diante da crise financeira, esse mercado não entrou em estagnação”, recomenda Roveri. Existem pessoas que têm medo da mudança de emprego, mas, segundo o especialista, é necessário arriscar para, então, obter sucesso. “Os riscos sempre existem quando o assunto é negócio. É preciso ter coragem para enfrentá-los e fazer o possível para reduzi-los. O risco deve ser encarado como algo pulsante, que faça o trabalhador aprender e crescer”, aponta.

Após as experiências que obteve no setor de Vendas Diretas, onde já chegou a faturar mais de R$ 1 milhão ao ano, Roveri recomenda seguramente esse setor para quem está desempregado investir. Hoje ele se dedica a treinar e inspirar pessoas no empreendedorismo, a fim de que elas conquistem liberdade, felicidade e sucesso no trabalho. Acompanhe Edmundo Roveri nas redes sociais e conheça mais sobre o trabalho que ele realiza no ramo de Vendas Diretas e empreendedorismo: @edmundoroveri, no Instagram; e Edmundo Roveri, no Facebook.
Website: http://edmundoroveri.com.br

Fonte: http://exame.abril.com.br/negocios/dino/vendas-diretas-e-a-opcao-de-trabalho-em-2017-afirma-especialista-shtml/

Administrador de Empresas, especialista em Marketing Multinível, deficiente auditivo com perda auditiva de severa a profunda, gestor dos projetos Oportunidade Inteligente e Deficiente Empreendedor.

Deixe uma resposta